Meu passado nazista

“Noção terás do que é o ermo, a solidão?” — Goethe, no Fausto. 1. Era o começo dos anos noventa do século passado, era o interior de Goiás, era o governo Collor (não por muito tempo), e lá estava aquele sujeito que, parado no topo da escada, fazia Sieg Heil para a molecada reunida no alpendre, o […]

Kakutani

Artigo publicado hoje n’O Popular. Segundo a crítica literária Michiko Kakutani, a noção pós-modernista de que não existem verdades absolutas, abraçada pela esquerda em meados do século passado, foi também, e ironicamente, adotada pela extrema direita contemporânea. A noção é autoanuladora: se não existem verdades absolutas, como asseverá-lo? Noutras palavras, a asserção “não existem verdades […]

“Eufrates” em La Pecera (e no Opção e n’A Nova Crítica)

O sr. Sérgio Tavares me entrevistou para a revista portenha La Pecera. Falamos especificamente das passagens buenairenses de Eufrates e, claro, de literatura argentina. Confira AQUI ou mais abaixo. O mesmo sr. Tavares resenhou Eufrates para o Jornal Opção, texto depois republicado em A Nova Crítica. Leia AQUI ou AQUI. ………… La Pecera entrevista André de […]

“Eufrates” no Arte 1

Conversei sobre Eufrates com o pessoal do programa Arte 1 em Movimento. A entrevista vem sendo veiculada pelo canal Arte 1 desde a quinta-feira da semana passada. Amanhã (09/10), às 14 horas, haverá uma reprise, e logo o programa será disponibilizado no NOW (temporada 6, episódio 40). Assuntem.

Wolf e a falácia da superioridade moral

No turno decisivo, votarei no Poste em detrimento do Cachorro, embora a essa altura (ainda é cedo) pareça improvável que o primeiro mije no segundo. Enquanto não chega o momento de retornar à minha seção eleitoral, sugiro a leitura deste ótimo ensaio de Eduardo Wolf em que é desmontada a falácia da superioridade moral dos que […]

“Eufrates” no Estadão (II)

Resenha publicada hoje no Estadão. André de Leones explora a harmonia do caos em ‘Eufrates’ Autor alcança estilo refinado como poucos de seus pares na literatura brasileira recente Martim Vasques da Cunha*, Especial para o Estado . Em Eufrates, André de Leones chega à maturidade literária já antevista em seus romances anteriores, como o conciso e perturbador Dentes Negros(2011), […]