Do lugar mais sombrio

Resenha publicada na edição de hoje do Estadão. “Inverno e silêncio”, escreve Martim, narrador de A Noite da Espera, logo no começo desse volume com o qual o amazonense Milton Hatoum abre a trilogia O Lugar Mais Sombrio. Exilado em Paris no final dos anos 1970, o protagonista relembra o que vivenciou em Brasília entre […]

Fonseca

Texto publicado hoje n’O Popular*. Há uns dez anos, quando iniciava minha carreira e sentia aquela necessidade tão inescapável quanto adolescente de autoafirmação, disse, em uma enquete feita pelo jornal O Globo com vários (então) jovens autores, algumas coisas bem desagradáveis sobre a obra do escritor Rubem Fonseca. De um jeito ou de outro, sempre procuramos […]

Ishiguro

Kazuo Ishiguro é o Nobel de Literatura 2017. Achei uma bela escolha. Abaixo, alguns links (em inglês) que vocês talvez curtam. Summer After the War, conto publicado na Granta #7. A Village After Dark, outro conto (este saiu na New Yorker). Figuring the Real: Ishiguro’s When We Were Orphans, ensaio de Brian Finney. Rereading The Remains […]

Passeio de roda-gigante

Resenha publicada ontem no Estadão. No quinto thriller protagonizado pelo professor Robert Langdon, o norte-americano Dan Brown leva seu personagem à Espanha. Lá, como de praxe nos livros do autor, o assassinato de uma figura proeminente expõe uma conspiração que pode – ou não – envolver organizações como a Igreja Palmariana, seita controversa e ultraconservadora, […]

Beleza lacunar

Artigo publicado em 25.09.2017 no Blog da Rocco. A voz de Grace Marks é a espinha dorsal do romance Vulgo, Grace, de Margaret Atwood. Não se trata de uma voz qualquer, e ela (por si e pelo que representa) é imprescindível para a sustentação e o alcance da narrativa, situada no século XIX, mas que tem […]