A prece de Enriquez

Texto publicado hoje n’O Popular. Elemento recorrente na chamada literatura fantástica é o estabelecimento de alguma mitologia. Ao recriar o mundo no qual nascemos, vivemos e morremos, o(a) autor(a) costuma investir em um universo com…

Brautigan

Texto publicado hoje n’O Popular. Embora seja chamado de “o último dos beats”, não creio que Richard Brautigan (1935-1984) tenha muito a ver com um Kerouac, por exemplo. Se o “datilógrafo” Kerouac é muitas vezes…

“MaddAddão”

Release encomendado pela Editora Rocco MaddAddão é o terceiro e último volume da série iniciada com Orix e Crake e adensada em O Ano do Dilúvio. Estruturalmente, o romance é similar aos anteriores, alternando entre…

Paisagens fraturadas

Ensaio publicado no Cândido em 01.2020. 1. Neto de fazendeiros, o norte-americano John Edward Williams nasceu em 1922 e foi criado no nordeste do Texas. Embora demonstrasse talento para as letras, foi reprovado em seu…

Pynchon: links

No decorrer dos anos, tenho escrito um bocado sobre vários dos livros de Thomas Pynchon. Abaixo, os links. Resenhei Vício Inerente para O Globo em dezembro de 2010. Leia AQUI. Voltei ao mesmo livro em…

Histórias sobre histórias

Versão estendida de uma resenha publicada n’O Popular. A voz do outro está aí desde sempre. Nós é que muitas vezes não nos dispomos a ouvi-la. Ela fala com a gente nas ruas e também…

Do silêncio armado

Artigo publicado na décima edição da Revista Helena. À memória de Aldair da Silveira Aires.    1. Na obra caudalosa do mato-grossense Ricardo Guilherme Dicke (1936-2008), o diabo não está “na rua, no meio do…

Amóz Oz: uma despedida.

Texto publicado hoje no Estadão. Na obra de Amós Oz estão a violência intrínseca ao doloroso trabalho de parto do Estado de Israel e à sua manutenção nos moldes atuais, o “sonho bonito” dos primeiros…