Novo mundo

quatro-soldados-350

Quatro Soldados é dividido em quatro partes e escrito em um brilhante pastiche do português arcaico. Os personagens-título circulam por uma região compreendida entre Laguna, hoje um município de Santa Catarina, e a Colônia do Sacramento, que atualmente integra o Uruguai. Eles são um jovem alferes chamado Licurgo, um oficial de origem nobre que, com certa dificuldade (não é de falar muito), atende por Antônio Coluna, um desertor, contrabandista de livros e segurança de bordel apelidado de Andaluz e, por fim, uma figura misteriosa, empenhada em missões escusas, para dizer pouco, e sobre a qual não convém discorrer muito. Eles se cruzam em narrativas de caráter aventureiro, não poucas vezes fantasioso e, no caso da última parte, policialesco, interligadas pelos desatinos do acaso ou, talvez fosse melhor dizer, por um narrador fanfarrão, nada confiável, cuja identidade não é difícil apontar tão logo ele irrompe história(s) adentro.

— Trecho da minha resenha de Quatro Soldados, de Samir Machado de Machado, publicada n’O Estado de S. Paulo  em 13.01.2014. Clique AQUI e leia na íntegra.